Mais de 500 operações de transporte promovem mais economia e produtividade com o Prolog

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Caminhão quebrado no meio da viagem. O que fazer?

O veículo estragou no meio de uma viagem de entrega, e agora? Veja qual a melhor e mais segura solução para resolver os problemas do caminhão quebrado.
O que fazer quando o caminhão quebra na viagem?

As viagens em rodovias brasileiras são repletas de riscos, o trânsito de veículos pode ser intenso, as estradas perigosas e até mesmo os fatores climáticos prejudicam o transporte de cargas. Por isso, o caminhão quebrado é um problema que pode acontecer com qualquer um a qualquer momento.

Inclusive, nenhum veículo está imune, já que os problemas podem vir de fábrica ou devido a ocorrências fora do controle do motorista nas rodovias. Mas, uma coisa que você não precisa é pecar por falta de manutenção — uma tarefa básica e essencial da rotina de frota.

Essa falta é o principal motivo para falhas mecânicas e problemas no transporte de cargas da sua operação. Caso isso ocorra, você precisa saber:

O que fazer com o caminhão quebrado na viagem?

Alguns motoristas podem tentar identificar o problema por conta própria e se não estamos falando de um especialista, ou alguém que possui grandes experiências com manutenção de caminhões, é melhor não arriscar mexer no veículo durante uma falha.

Lembre-se de alertar o condutor que, se ele está com um caminhão quebrado na estrada, ele tem duas opções seguras para retomar a viagem:

1) encontrar uma mecânica confiável ou

2) solicitar ajuda através de um sistema de manutenção veicular.

Na primeira opção, o mecânico precisa ser um profissional especializado de confiança. O ideal é o motorista possuir alguns contatos de emergência com o planejamento de rota, levando consigo uma lista de boas oficinas mecânicas nas proximidades por onde vai viajar.

KIT
Cheklist: Modelos + Manual

Comece a aplicar o checklist agora em sua operação

Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Já a segunda opção é através da tecnologia logística.

Se o caminhão possui um sistema de monitoramento de rotas moderno, o gestor ou demais responsável por acompanhar as rotas em andamento já nota que houve um problema e consegue encontrar as melhores soluções para a situação.

O checklist é outra alternativa tecnológica que identifica problemas nos veículos, verificando o que está ou não funcionando. Embora ele tenha o papel principal de antecipar e prevenir um diagnóstico, uma plataforma, como a do Prolog, também oferece a função de “socorro em rota”.

O que é socorro em rota?

Esta é uma funcionalidade onde o motorista solicita uma assistência em estrada em tempo real ao gestor da operação.

Os socorros podem ser desde um pneu furado até problemas maiores. O mais interessante (e bastante vantajoso) de usar o checklist eletrônico é que o gestor consegue rastrear as possíveis causas para o problema através do histórico de inspeções do veículo.

Todo esse processo conta com o auxílio de um aplicativo no celular, com funcionamento mesmo sem internet, onde o motorista consegue enviar fotos do problema – no caso, de uma falha visível.

De maneira geral, as chances de um caminhão apresentar problemas, tomando as medidas e cuidados apropriados, são mínimas. Por isso, o cronograma de inspeção da frota deve ser realizado sempre, a fim de evitar um caminhão quebrado na estrada.

Quais os problemas mais comuns em caminhões?

1. Perda de força do motor

Ela acontece de forma natural, com o uso do veículo ao longo do tempo. É possível perceber esse problema quando o caminhão começa a apresentar dificuldade para subir ladeiras íngremes, seja com muita ou pouca carga.

O consumo de combustível pode ser outro indicador, visto que o motor é a peça responsável pela queima dele. Então, quando ocorre um aumento aparentemente sem explicação, vale a pena conferir o motor com mais atenção.

2. Falta de estabilidade do veículo

Quando a suspensão do caminhão está com problema, acontece uma perda de estabilidade. Você percebe o veículo “puxar” mais para um dos lados, principalmente em curvas, aumentando os riscos de acidentes.

3. Câmbio enrijecido e imprecisão na troca de marchas

A imprecisão das marchas é identificada quando o motorista tenta realizar a troca e elas estão duras.

Normalmente, esse problema surge quando a embreagem está desgastada ou o sincronizador apresenta defeito.

4. Fumaça com “cor”

De maneira geral, a fumaça dos caminhões é incolor ou levemente esbranquiçada. Por isso, quando ela apresentar alguma coloração, você precisa tomar cuidado.

Os problemas podem envolver as condições térmicas do veículo ou excesso de entrada de óleo no motor. Para identificar com maior agilidade o problema:

  • Cor escura significa combustível alterado;
  • Cinza claro quer dizer que o combustível não queima ou a água está evaporando junto ao combustível;
  • Cor azulada indica uma queima acima do normal do óleo lubrificante.

5. Limagem no óleo

“Limagem” é o nome dado para resíduos metálicos encontrados no óleo. Ela acontece quando há muito atrito entre os componentes do motor, fazendo com que pequenos pedaços acabem dentro do dispositivo de armazenagem do óleo. 

Inclusive, a limagem só pode ser percebida somente durante a troca de óleo do motor, ao escoar o líquido usado. E, caso seja encontrada, você pode começar a investigar, pois, com certeza, há alguma irregularidade no caminhão.

6. Desgaste irregular dos pneus

O desgaste dos pneus pode ser verificado através do controle de profundidade dos sulcos e é bastante comum nas frotas brasileiras, muito por conta das condições de nossas rodovias. Mas, qual a relação disso com o caminhão quebrado?

Boa pergunta.

O desgaste irregular pode ser causado por conta de uma falta de cuidado com os veículos, como a falta de balanceamento e alinhamento. Questões que, quando não encaminhadas, prejudicam o funcionamento do veículo e podem levar a situações desagradáveis durante uma viagem.

7. Freios com ruído

Os freios, ao serem usados, não devem emitir sons. Qualquer ruído significa haver problemas no sistema de frenagem.

Aqui, há a necessidade urgente de consultar um mecânico para manutenção. Pode haver desgaste de pastilhas, rachaduras ou quebras no tambor, ou, ainda, folga nos braços do freio.

Como identificar problemas com antecedência e estar preparado?

A melhor solução é manter a revisão do caminhão em dia. É fundamental que todo veículo entre em manutenção preventiva cada vez que partir e chegar de uma viagem, deixando-o pronto para novas entregas com segurança.

E, como funciona a manutenção preventiva?

Este é um processo indispensável, que funciona com a inspeção do veículo diária, seguindo uma lista básica, ou segundo cronograma para verificações mais completas — normalmente, antes de viagens de longa distância.

Tanto a inspeção de saída quanto de chegada verificam os mesmo itens, os mais comuns de estragar ou apresentar falhas. Já o checklist completo é exatamente isso: completo. O inspetor analisa cada componente do veículo buscando peças quebradas, desgastadas ou faltantes, que podem prejudicar o funcionamento do caminhão em uma viagem.

Você pode tanto criar seu próprio checklist ou usar modelos de checklist prontos, caso ache melhor. No geral, a diferença é que, na criação própria é possível personalizar mais os itens de inspeção. Por outro lado, ao imprimir listas prontas, você economiza muito tempo.

Contudo, a quantidade de papel e informações é imensa e você precisa arquivar esses papéis por um bom tempo ainda. Imagina manter esse tipo de controle em uma grande empresa de logística? Isso quer dizer que a melhor solução para esses casos hoje são os aplicativos de gestão de frotas.

Mais especificamente, o checklist eletrônico que, de maneira personalizada, realiza a verificação de todos os componentes do caminhão com apenas um clique na tela.

E existem muitos tipos de checklist, viu? De segurança, de motorista, de controle de carga e, é claro, de manutenção do caminhão. O melhor? Você pode criá-los separadamente, conforme a necessidade da frota.

O app ainda automatiza a emissão de relatórios que auxiliam nos planejamentos futuros. Podendo-se observar os principais problemas enfrentados pelos motoristas e antecipar soluções mais eficientes e rápidas.

Imagina o tempo (e dinheiro) que você vai economizar com a aquisição de uma tecnologia dessas!

Fale com um de nossos especialistas e conheça a solução de checklist do Prolog em primeira mão.

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.