Mais de 500 operações de transporte promovem mais economia e produtividade com o Prolog

Sabia que o conteúdo do Prolog também está em vídeo? Confira nosso canal no YouTube

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Tudo que você precisa saber sobre frete rodoviário

O frete rodoviário é o meio mais utilizado para o transporte de mercadorias no nosso país. Conheça quais são as consequências da atual instabilidade econômica do Brasil no mercado logístico.
Tudo que influencia no frete rodoviário.

Quem trabalha com o frete rodoviário precisa estar atento às mudanças de economia no Brasil e às atualizações do mercado. Afinal, as rodovias são o principal meio de distribuição de mercadorias no nosso país. 

Desde o último ano, o preço do combustível não para de sofrer alterações, principalmente de aumentos de preço. Você sabe qual a influência desse acontecimento na logística de pesados?

Se o frete é rodoviário, significa que os gastos com consumo do combustível podem se tornar excessivos, já que é um elemento fundamental para realizar as entregas. Nesse momento, é necessário procurar alternativas que auxiliem na economia em outras partes do transporte.

Mas, para economizar, é importante conhecer como funciona o frete rodoviário, quais itens formam o seu preço e como calculá-lo, certo? Confira:

O que é o frete rodoviário?

O frete rodoviário é o transporte de mercadorias que pode ser realizado dentro de uma mesma cidade, região, estado ou país. Os responsáveis por ele são empresas de logística, que possuem profissionais especializados para lidar com cada carga e levá-la em segurança até o destino.

É claro que existe um valor cobrado por cada entrega e, por trás dele, vários detalhes que formam o preço final do transporte. Incluindo:

Valor da carga

É importante saber e incluir no frete o valor da carga, já que algumas taxas e seguros são calculadas de acordo com o preço da mercadoria que será transportada.

Categoria

As mercadorias transportadas são classificadas por categorias que podem ser: viva, frágil, perigosa, pesada, congelada, entre outros. Cada uma dessas categorias influencia na forma de transporte. 

Planilha gratuita para o controle de pneus na frota

Organize em um só lugar o registro de todos os pneus de sua operação e reduza custos através de uma maior vida útil e menor consumo de combustível.
Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Por isso, também são consideradas na hora de calcular o frete rodoviário.

Peso e tamanho

O peso e o tamanho da carga são primordiais para o valor do frete, já que a mercadoria ocupará espaço e definirá a capacidade máxima do caminhão.

Rota

Quanto maior for o trajeto, mais combustível será consumido. Além disso, há o desgaste do caminhão e mesmo o motorista terá uma longa jornada de trabalho.

Porém, mesmo viagens de menor distância precisam de um bom planejamento para conseguir diminuir o valor do frete. 

Portanto, o planejamento de rotas deve ser feito considerando a menor distância, mas também as estradas com menos obstáculos — contando com o tráfego, pedágios, semáforos, etc.

Pedágios

Os pedágios são taxas rodoviárias cobradas devido às obras e manutenções na pista, a mantendo em boas condições. Todos os motoristas que circulam na rodovia devem fazer o seu pagamento, inclusive o responsável pelo frete. 

Quanto mais distante for uma entrega, mais estações de pedágio o caminhão vai passar, e esses valores devem ser incluídos no preço do fretamento.

Tarifa mínima

Grande parte das transportadoras estabelece um peso mínimo para realizar uma entrega, sendo justo com quem paga pelo serviço, sem sair no prejuízo.

Frete excedente

O frete excedente é uma taxa cobrada quando o peso de uma mercadoria ultrapassa o valor combinado.

Taxas de transporte

O frete rodoviário também possui numerosas taxas e impostos, como o de Circulação de Mercadorias e Serviços, Gerenciamento de Risco e Taxa de Restrição ao Trânsito, entre outros. Naturalmente, são incluídos no preço final do transporte de carga.

Muita coisa é adicionada ao preço final do frete, não é mesmo?

Por isso, é tão importante pesquisar empresas de confiança, que trabalhem dentro de toda legalidade e busquem economia: todo mundo sai ganhando.

Como funciona o frete rodoviário?

O frete rodoviário pode ser através da contratação de uma transportadora que faz a entrega de mercadorias de outra empresa — a terceirização de um serviço.

Alguns negócios aceitam pequenas encomendas, outros trabalham especificamente para grandes companhias. Ainda há os que fazem os dois, realizando o transporte dos mais variados produtos que vão de móveis a alimentos.

A logística, então, pode ser responsável pela:

  • Coleta;
  • Armazenamento;
  • Separação;
  • Transporte;
  • Entrega ao destino.

A transportadora ainda possui armazéns de estoque, uma frota de caminhões (que podem variar o tipo de acordo com o produto transportado) e uma equipe grande de profissionais habilitados para manusear a mercadoria de forma ideal.

É uma função de grande responsabilidade, pois, além de enfrentar uma série de burocracias, é uma das principais encarregadas pelo giro econômico do país, realizando entregas nos mais variados pontos do Brasil.

Qual a influência da economia e combustível no frete rodoviário?

Como já mencionamos acima, o principal meio de transporte no nosso país é o rodoviário, então a partir do momento que há o aumento do combustível, o preço das entregas também sobem. 

Consequentemente, os preços do produto transportado sobem, afetando financeiramente quem produz e quem consome.

É a partir desse momento que uma transportadora precisa buscar outras formas de equilibrar o valor de um fretamento. Entre elas, conhecer o consumo por quilometragem do veículo, traçar rotas mais curtas, estabelecer parcerias com postos, manter a manutenção do caminhão em dia e realizar uma direção defensiva.

O que mais influencia nos valores de um frete?

Na hora de calcular um fretamento, deve-se considerar principalmente os itens do serviço prestado (que listamos no tópico “o que é frete rodoviário”).

Podemos perceber que a maior influência de um preço final está nas taxas cobradas e no valor do combustível. Estes itens não são de controle e responsabilidade da transportadora, portanto, são inegociáveis e muito instáveis.

Vale ressaltar que, cada empresa de logística possui suas próprias taxas, podendo adicionar ou excluir outros elementos diferentes do que trouxemos aqui.

Como é feito o cálculo de frete?

  1. Levantamento do valor da carga, seu peso e tamanho.
  2. Junção de informações básicas de entrega: distância em quilômetros, destino da entrega e possibilidade de agendamento.
  3. Levantamento das taxas que cairão sobre a entrega.
  4. Aplicação da fórmula: altura x largura x comprimento x 300, para saber o peso de cubagem
  5. Cálculo do frete peso, considerando a quilometragem e o peso da carga. Geralmente, o peso considerado é o maior. Para essa etapa, as empresas de logística possuem uma tabela de cobrança indicando o peso do produto x distância da entrega.
  6. Cálculo da taxa de despacho e do frete valor (seguro da carga). A taxa de despacho é o valor fixo cobrado por um transporte, estipulado pela empresa. Já o frete valor, é encontrado através do cálculo valor da carga x percentual de frete valor, também estabelecido pela empresa.
  7. Cálculo da taxa GRIS, uma taxa de risco que possui porcentagem estabelecida pela NTC (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística) no valor de 0,3% da mercadoria.
  8. Cálculo do frete base com a fórmula frete peso + taxa de despacho + frete valor + GRIS.
  9. Adição das taxas sobre o valor total, adicionando as porcentagens de taxas excedentes, como entrega de risco, mais de uma tentativa de entrega, etc.
  10. Soma de tudo para o valor final do frete, com a fórmula frete base + taxas sobre o valor total.

Com todas as taxas e tabelas em mãos, realizar esse cálculo pode ser rápido e simples. E, claro, é fundamental estar atento às alterações de preços do mercado logístico, como o aumento de combustível e manutenção dos caminhões, para não sair no prejuízo.

Além disso, hoje podemos contar com a ajuda de várias ferramentas que realizam esse cálculo automaticamente, vale a pena pesquisar e modernizar o seu negócio.

Para saber mais como melhorar a gestão da sua empresa, baixe o infográfico de 7 tecnologias para a gestão de frotas.

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.