Descubra o quanto sua operação está deixando de economizar todos os meses através da calculadora do Prolog.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Gestão de pneus na frota: principais cuidados e processos

Acompanhar a situação das peças dos caminhões da frota é essencial para garantir vida longa aos veículos e mais economia nos negócios. Conheça os principais procedimentos da gestão de pneus.
Quais são os processos da gestão de pneus? Conheça agora.

Se você possui interesse em trabalhar na área de logística e gestão de pneus, é importante saber como funciona e o básico necessário para iniciar a atuação. Vamos introduzi-lo ao assunto!

Um gestor de pneus, antes de qualquer coisa, precisa entender a importância da peça. O pneu é responsável pelo movimento do caminhão, o único elemento a ter contato com o solo, suportando o peso total do veículo e da carga, realiza a tração para o motor e estabiliza a direção.

Como o seu custo é elevado, precisa de constante cuidado. Essa será a função do gestor:

Garantir que os pneus circulem em bom estado e dentro das suas limitações até seu recape, para recomeçar a sua vida útil por mais anos até, enfim, chegar em seu descarte.

Vamos começar aprendendo um pouquinho mais sobre os pneus:

Pneus: estrutura, tipos e como escolher o certo para cada caminhão

Qual a estrutura dos pneus?

Sobre a parte estrutural dos pneus, vamos apresentar primeiramente a banda de rodagem, aquela borracha do pneu que envolve a roda e fica em contato com o solo.

Na banda de rodagem, temos os:

  • Sulcos: espaços na banda de rodagem que servem para drenar a água, reduzir os ruídos, evitar o deslizamento em rodovias e refrigerar o pneu.
  • Ombro: a extremidade da banda de rodagem até a lateral do pneu chama-se ombro. Essa parte é responsável pela estabilidade do veículo, transferindo e equilibrando o peso por toda peça.
  • Barras: é a parte da banda de rodagem que entra em contato com o solo. É nela que a tração é exercida para que o pneu rode e faça o caminhão andar.

Além disso, na estrutura do pneu temos a lateral, conhecida como flanco ou costado. É uma parte da peça que possui um tipo de borracha mais resistente, pois sua função é proteger o pneu das irregularidades do solo.

Planilha gratuita para o controle de pneus na frota

Organize em um só lugar o registro de todos os pneus de sua operação e reduza custos através de uma maior vida útil e menor consumo de combustível.
Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Outra parte é a carcaça. Essa é a estrutura inteira do pneu, formada por várias cintas sobrepostas e responsável por resistir à pressão, peso e choques com o solo.

As cintas (ou lonas) são feitas de borracha e fios de aço sobrepostos. Seu papel é auxiliar na aderência do pneu com o solo e ajudar na estabilidade do caminhão.

O penúltimo item é o talão, uma estrutura de fios de aço revestida por cobre e impermeabilizada com uma borracha antioxidante, que torna essa parte do pneu super-resistente. Sua responsabilidade é fixar o pneu na roda e evitar o vazamento de ar.

Por fim, temos o estanque, ou liner, como também é chamado, que realiza a função de proteger a carcaça do pneu contra a umidade.

Quais são os tipos de pneus?

Existem diversos tipos de pneus, incluindo variadas categorias e subcategorias, mais do que você pode imaginar. Mas, em resumo, eles podem ser de:

  • Alta severidade: ideais para rodar na cidade onde exige constante aceleração e frenagem.
  • Média severidade: se adaptam mais facilmente aos tipos de solo e são muito usados nas transportadoras brasileiras.
  • Baixa severidade: possuem uma anatomia perfeita para longas viagens.
  • Misto: usado em caminhões que circulam em rodovias asfaltadas e estradas de chão.
  • Off road: ideal para os veículos que trafegam principalmente em estradas de chão e terrenos acidentados.

Mas afinal, como saber qual é o melhor pneu?

Essa resposta é simples:

Analise o tipo de carga e o trajeto.

Esse é o primeiro passo para saber qual pneu usar, pois assim você vai entender as necessidades do caminhão durante a viagem.

Como é feito o controle de pneus?

O controle dos pneus começa pela compra das peças, que devem ser de acordo com o tipo de carga, peso transportado e rodovias pela qual vai transitar.

Depois, deve-se realizar a marcação a fogo, criando a identificação individual da peça, e o inventário, incluindo a classificação (novo, usado, para conserto, descarte) e a contagem das unidades.

A partir daí, o pneu vai para o estoque. A empresa precisa de um espaço grande, onde as peças possam ser organizadas de acordo com suas classificações e armazenadas corretamente.

O próximo passo é montar o pneu no veículo e acompanhar o seu desempenho através de inspeções periódicas sobre sua pressão e desgaste.

Quando começarem a apresentar a deterioração da borracha, os pneus devem passar por manutenções, reformas ou serem recapados. Sempre com a intenção de aumentar a sua vida útil, evitar o desperdício e o descarte antecipado.

Quando não possui mais utilidade, o pneu vira sucata e deve ser descartado corretamente por meio de empresas que trabalhem com o descarte ecológico, dando o encaminhamento perfeito para a peça sem agredir o meio ambiente.

Até aqui, tudo certo, não é mesmo? 

E na rotina da gestão de pneu? O que deve ser feito?

Como funciona a manutenção de pneus?

A gestão de pneus da frota deve ser realizada seguindo um cronograma pré-estabelecido e pode ser feita manualmente ou de forma digital.

Antes de aprofundar nessa questão, uma inspeção de pneus deve contar com duas etapas principais:

1. A medição dos sulcos, conferindo a profundidade dos sulcos para não ultrapassarem o limite de 1,6 mm.

2. O controle de pressão dos pneus, deixando-o sempre com a calibragem recomendada pelo fabricante, para suportar todo peso e as más condições das rodovias sem prejudicar a carcaça.

No caso de empresas que usam aplicativos, pode-se pedir uma fotografia do pneu para observar o seu estado, se não há rachaduras e outras avarias na borracha. Quando a análise é feita com papel, o estado físico do pneu pode ser descrito em textos curtos.

Todos os procedimentos de uma gestão podem ser personalizados de acordo com as necessidades de cada empresa ou caminhão, por isso é importante ter uma noção básica e estar ciente que é possível criar uma rotina que funcione bem.

Agora, uma verdade que ninguém pode negar é:

Com um sistema de acompanhamento dos pneus é muito mais prático e fácil saber a situação da peça em tempo real.

Os checklists são conhecidos por serem realizados manualmente em forma de lista com o auxílio de papel, caneta e uma prancheta. O motorista diariamente o preenche verificando todas as partes listadas do pneu, como pressão e profundidade dos sulcos, também contando com o auxílio de uma ferramenta de inspeção de pneus manual.

Nessa opção, o condutor precisa entregar o papel ou enviar uma fotografia da folha para o gestor de pneus analisar e trazer um feedback. Além disso, toda a papelada precisa ser guardada e arquivada na empresa.

Uma solução mais inovadora presente no mercado é o software de gestão de pneus. Ele consiste em um aplicativo capaz de coletar, armazenar e ler os dados dos pneus da frota direto do celular.

O resultado é compartilhado automaticamente com a central, que possui acesso imediato às condições dos pneus do caminhão. Instantaneamente, o gestor consegue saber qual o estado do pneu e suas necessidades.

Seja manual ou por um aplicativo, é a partir dos resultados dessa checagem que o gestor sabe que tipo de decisão tomar para melhorar o desempenho da frota.

A escolha fica à critério da transportadora, mas, também é função do gestor de frotas apresentar processos otimizadores na rotina da frota, principalmente quando trazem tantas vantagens.

E aí? Deu para tirar as principais dúvidas sobre o assunto?
Para quem gosta de lidar com pneus e caminhões, essa função é perfeita. Leia mais sobre o tema no nosso post: O que faz um gestor de pneus para frota?

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.