Mais de 500 operações de transporte promovem mais economia e produtividade com o Prolog

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Pneu careca: quais são os riscos e o que fazer?

Rodar com pneu careca aumenta o risco de acidentes e a multa é de infração grave. Confira o que fazer e quando trocar o pneu da frota.
Saiba quando o pneu está careca e como agir.

Quando o pneu está careca significa que ele perdeu suas características originais e já não garante o atrito da borracha com o solo, aumentando os riscos de aquaplanagem, derrapagem e instabilidade ao dirigir.

Você precisa ficar atento às suas condições, pois circular com pneu careca é um risco à vida do motorista e de outros condutores. Além disso, é infração grave e passível de multa e retenção do veículo.

A melhor prática para evitar essas consequências é a prevenção. As revisões em dia são grandes aliadas para manter a performance dos pneus.

O que é um pneu careca?

A banda de rodagem de um pneu é a base que toca o solo e suporta o peso do veículo, da carga e do motorista. Quando ela fica abaixo do valor indicado, o pneu já não possui mais as características de fábrica, e é considerado como “careca”.

Essa característica também pode ser conhecida como a perda total da aderência dos pneus.

Como saber quando o pneu está careca?

Pelo marcador TWI (ou “Indicador de Desgaste do Pneu”, em português). Ele está presente na maioria dos pneus e possui uma utilidade bastante simples: quando o desgaste atinge a marca indicada, de 1,6 mm, significa que o ciclo de vida do pneu chegou ao fim.

Caso o TWI não esteja presente no seu conjunto de pneus, outra forma de como saber se o pneu está careca é com um aferidor de profundidade de sulcos. Hoje, no mercado, é possível encontrar o aparelho manual e, também, eletrônico.

Mesmo que os seus pneus estejam no prazo de validade de 5 anos, é preciso ficar atento aos sinais de desgaste durante a direção, tais como:

Planilha gratuita para o controle de pneus na frota

Organize em um só lugar o registro de todos os pneus de sua operação e reduza custos através de uma maior vida útil e menor consumo de combustível.
Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.
  • Volante vibrando;
  • Veículo puxando para um dos lados;
  • Derrapagens frequentes do veículo;
  • Aquaplanagem em pista molhada;
  • Falta de estabilidade do veículo, mesmo em pistas retas;
  • Tempo de frenagem mais longo.

Quais são os riscos de rodar com pneu careca?

Existem diversos problemas vindos dessa perda de atrito dos pneus, tanto que a própria legislação de trânsito brasileira proíbe a rodagem de pneus carecas.

Segundo o artigo 4º da Resolução 558/80 do COTRAN:

Art. 4º Fica proibida a circulação de veículo automotor equipado com pneu cujo desgaste da banda de rodagem tenha atingido os indicadores ou cuja profundidade remanescente da banda de rodagem seja inferior a 1,6 mm.

Entenda quais são as situações de risco geradas quando o pneu está careca:

Aumenta o tempo de resposta ao frear

Uma das principais características de pneus carecas é a perda da aderência, parte muito importante que garante a frenagem adequada. A deterioração da borracha reduz o atrito e faz com que o veículo percorra uma distância maior, após pressionar o freio, antes de parar por completo.

Em uma situação que exige frear rapidamente, os riscos de um incidente são grandes, tanto por esse maior tempo de resposta, quanto pelo risco de precisar usar um freio de mão e acabar derrapando na pista, também pela falta de atrito que os pneus têm.

Agrava o risco de aquaplanagem

A aquaplanagem acontece quando uma fina camada de água se forma entre os pneus e o solo.

Os sulcos são ranhuras estratégicas na borracha com a finalidade de drenar a água. Contudo, quando estão desgastados, fazem o veículo perder contato com o asfalto e deslizar sem controle.

Prejudica o alinhamento do veículo

O alinhamento é um serviço realizado nas rodas do veículo, ajustando os ângulos para gerar mais estabilidade nos deslocamentos da frota.

Quando o pneu está careca, ele perde pressão mais rápido e também diminui sua resistência de impacto. Ou seja, balança mais o veículo, desgastando outras peças e fazendo com que o alinhamento não cumpra seu papel corretamente.

Além disso, o desgaste dos pneus já é um dos indícios de necessidade de alinhamento. Então, com pneus carecas, como você identifica um desgaste irregular ou incomum pela falta de alinhamento?

A menos que você tenha um processo robusto de manutenção preventiva, é um problema a mais diminuindo a durabilidade dos veículos e aumentando seus custos operacionais.

Resulta em uma infração de trânsito

Rodar com pneus carecas representa uma infração grave, com multa no valor de R$195,23 e 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Conforme o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro, a infração pode ser aplicada para cada pneu em mau estado. O veículo pode ainda ficar retido até a regularização do problema.

O que fazer quando o pneu está careca?

A inspeção de pneus é a sua maior aliada para evitar esse desgaste excessivo dos pneus — e também quando o assunto é segurança nas operações de transporte. Para realizá-la,

o ideal é que você tenha o aferidor eletrônico, que traz mais precisão e agilidade no processo.

Mas, mesmo as ferramentas manuais conseguem auxiliar no seu controle de desgaste. Você precisa medir e acompanhar a profundidade dos sulcos dos pneus, sabendo quando ele está normal e quando algo diferente está acontecendo.

Importante, também, é saber identificar quais os problemas que geram essas anormalidades.

Depois, chega a parte de maior interesse:

O que deve ser feito para evitar que o pneu fique careca?

Separamos algumas ações que contribuem para prolongar a vida útil dos pneus na frota:

  • Fazer o alinhamento e balanceamento nas datas previstas;
  • Acompanhar a pressão dos pneus, calibrando sempre que necessário;
  • Fazer o rodízio dos pneus conforme indicado pelo calendário do gestor;
  • Evitar estradas em más condições;
  • Identificar os pneus de melhor custo-benefício (CPK) para cada rota realizada na frota, utilizando os modelos mais adequados para cada tipo de estrada;
  • Ter uma tabela de profundidade dos sulcos para manter padrões que indiquem a previsão de troca da peça, hora ideal para um processo de recapagem, etc.

Quando trocar pneu na frota?

Primeiro, se os pneus na frota possuem quaisquer características que apresentamos até aqui, você deve mandá-los para uma revisão de carcaça. Caso ainda seja possível fazer a recapagem, é uma economia e maior tempo de uso da peça. Vantagem para você.

Mas, por outro lado, se a carcaça já estiver fadigada, o pneu deve ser descartado e uma nova peça adquirida.

Que tal se aprofundar ainda mais nos cuidados com os pneus da frota? Faça o download gratuito do nosso e-book — Guia da Gestão de Pneus: aumente sua produtividade e economia na frota.

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.